Usina solar da Brametal foi inaugurada

O Grupo EDP, por meio da EDP Smart, divisão que reúne o portfólio de soluções em energia, entregou uma das maiores usinas solares do Espírito Santo para a Brametal. Localizada em Linhares (ES), próximo à fábrica da companhia, a planta gera 2.489 MWh por ano, o suficiente para abastecer mais de mil residências por mês. A Brametal possui uma das maiores fábricas do mundo em produção de estruturas metálicas galvanizadas a fogo para geração e transmissão de energia elétrica, telecomunicações e geração de energias renováveis a partir de fontes eólica e fotovoltaica.

A usina solar é composta por 3.780 módulos fotovoltaicos distribuídos em uma área de cerca de 40 mil metros quadrados, aproximadamente o tamanho de seis campos de futebol, e conta com tecnologia de tracking, na qual os módulos se movem de acordo com as mudanças no ângulo dos raios solares para um maior aproveitamento da irradiação. A energia gerada na unidade evitará a emissão de 260 toneladas de CO2, o que equivale ao plantio de 1.925 árvores. Além do benefício ambiental, a solução permitirá reduzir os custos com energia elétrica da fábrica da Brametal em aproximadamente R$ 360 mil ao ano.

“Com essa planta solar, a EDP entrega à Brametal uma solução que combina eficiência energética e sustentabilidade, rendendo ganhos financeiros e ambientais. Trata-se de um dos maiores empreendimentos do gênero no Espírito Santo, contribuindo para reforçar a posição do Estado no segmento das energias renováveis”, destaca Carlos Andrade, vice-presidente de Estratégia e Novos Negócios da EDP Brasil.
“Além do ganho em sustentabilidade, temos orgulho em contar que esse é o primeiro parque solar do Espírito Santo com o uso de seguidor solar, tracker, e com tecnologia comparada às utilizadas em usinas solares fotovoltaicas para geração centralizada de energia elétrica, ou seja, UFV com mais de 5 MW. Como empresa tradicional no fornecimento de produtos para geração e transmissão de energia elétrica, queremos participar deste crescente mercado. E ao unirmos expertises, a partir de agora, poderemos demonstrar na prática aos nossos clientes que temos a melhor tecnologia, que é 100% nacional, para produzir o que o mercado precisa com a qualidade e prazos que conquistaram a confiança dos clientes nos quase 45 anos de atuação da Brametal”, afirma Alexandre Schmidt, diretor comercial e marketing da Brametal.

Energia solar no Espírito Santo

A potência instalada de energia solar quase triplicou no Espírito Santo em 2019, superando as expectativas do setor. A previsão inicial era de um aumento de 250%, mas, ao fim do ano, o crescimento alcançado foi de 281%. O Estado fechou 2019 com 36,9 MWp, segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica – Absolar.

No ranking nacional de geração fotovoltaica distribuída, o Estado ocupa o 14º lugar, com cerca de 1,9 % do total gerado no país. O Brasil tem 2,4 GW de capacidade instalada, somando geração nas casas, fazendas e grandes usinas solares.
Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em geração, distribuição, transmissão, comercialização e serviços de energia.

Conta com seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Na área de distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como inovação, governança e sustentabilidade, estando há 14 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Quanto à Brametal, completando 45 anos de experiência no setor de transmissão de energia, a empresa fornece estruturas metálicas otimizadas para empreendimentos diversos. Com investimentos contínuos e modernização de suas três unidades fabris, localizadas em Linhares/ES, Criciúma/SC e Sabará/MG, totalizam uma capacidade produtiva de até 180 mil toneladas/ano. A empresa passou a atender o mercado de energias renováveis e incorporou ao seu catálogo novos produtos como torres metálicas monotubulares e suportes para painéis fotovoltaicos.